Radio Utopia Player

Radio Utopia

Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Radio Utopia

Campeonato do Mundo em Motonáutica – Grande Prémio Portugal / Algarve

É já nos próximos dias 21, 22 e 23 de abril que se realiza o Grande Prémio de Portugal / Algarve em Portimão, a primeira prova do Campeonato do Mundo de Fórmula 1 em Motonáutica, um dos mais emocionantes desportos de alta velocidade a nível mundial. O evento tem lugar no estuário do rio Arade e regressa com o aliciante de incluir dois espetáculos desportivos imperdíveis, uma vez que junta a modalidade da F4 ao “prato principal” da F1. Com 9 equipas participantes de seis países diferentes e 18 grandes pilotos de 11 nacionalidades, a especialidade de F1 é a mais antiga, mais internacional e mais bem-sucedida da motonáutica.

Os Emirados Árabes Unidos são o país mais representado com três equipas: a Victory Team, liderada pelos pilotos Ahmed Al Hameli e Shaun Torrente; a Team Abu Dhabi, cuja equipa é constituída pelos pilotos Thani Al Qamzi, Alex Carella e Rashed Al Qamzi; e a Emirates Racing Team, dos pilotos Marit Stromoy e Mike Szymura. Convém realçar que a norueguesa Stromoy é a única piloto do sexo feminino num desporto tradicionalmente dominado por homens, tendo já feito história em Portimão em 2011 ao tornar-se a primeira mulher na F1 a conseguir uma pole position. Segue-se a CTIC F1 Shenzen China, equipa do atual tri-campeão do mundo Philippe Chiappe, que venceu também em Portimão no ano passado. O francês procura começar a sua campanha por um quarto título mundial da melhor maneira, com a revalidação da vitória no Grande Prémio de Portugal. É acompanhado do seu compatriota Peter Morin. A Itália faz-se representar por duas equipas, a Mad-Croc Baba Racing dos pilotos Sami Selo e Filip Roms e a Blaze Performance, liderada pelos pilotos Bartek Marszalek e Francesco Cantando. A França e a Suécia também apresentam uma equipa cada uma, a Maverick F1 que conta com os pilotos Cédric Deguisne e Amaury Jousseaume; e a Team Sweden, representada por Jonas Anderson e Erik Stark. Finalmente, Portugal apresenta a F1 Atlantic Team, liderada por Duarte Benavente. Benavente é um dos pilotos mais experientes do circuito mundial da Fórmula 1 em Motonáutica, modalidade onde vai iniciar a sua 19ª temporada, precisamente no sítio onde se estreou em 1999: no rio Arade em Portimão. Em 2016, o lisboeta alcançou o oitavo lugar no Grande Prémio de Portugal/Algarve e foi um de dois pilotos a conseguir pontos em todos os Grandes Prémios do Campeonato do Mundo, feito que lhe permitiu alcançar no final do ano o 9º lugar da classificação. É acompanhado este ano pelo rookie australiano Grant Trask.

Portimão em geral e o Rio Arade em particular oferecem excelentes condições para a realização de provas desportivas desta natureza. O município tem sido palco, na última década, de múltiplos grandes eventos pelo que tem um capital de know-how acumulado bastante grande que permite que o melhor apoio logístico seja oferecido aos organizadores deste Grande Prémio. Adicionalmente, o Rio Arade permite a realização de uma prova de grande espetacularidade, num circuito bastante técnico de quase dois km’s, implantado entre a ponte rodoviária e o Convento de São Francisco.

Os treinos, as classificativas e as provas não são as únicas atrações deste evento. A zona do Paddock, composto por uma área de 13.800 metros quadrados, a maior de todo o circuito mundial, e permite aos espectadores visitarem as boxes e terem contacto com os melhores pilotos e equipas do mundo da modalidade. Haverá visitas guiadas durante as manhãs de sábado e domingo, entre as 11h00 e as 11h50, ao que se somará uma sessão de autógrafos no sábado, entre as 14h30 e as 15h30, junto ao pódio. As visitas têm a duração de 10 minutos, são gratuitas mas exigem inscrição no local no próprio dia e estão limitadas a um máximo de 20 pessoas por visita.

Esta prova insere-se numa estratégia da Associação de Turismo de Portimão de continuar com a realização de grandes eventos capazes de atrair milhares de pessoas, tendo por isso trabalhado para manter na cidade este evento de nível mundial. Acresce que a realização desta prova num fim-de-semana prolongado (com o feriado do 25 de Abril), permitirá aos interessados de fora do Algarve uma escapadinha com adrenalina em Portimão, permitindo-lhes usufruir ao mesmo tempo das emoções fortes da alta velocidade e de todos os outros atrativos (praias, gastronomia) do Município.

Esta prova é uma organização da F1h20/UIM, com organização local da Associação Turismo de Portimão e Município de Portimão, contando com o apoio local da Capitania do Porto de Portimão; Administração dos Portos de Sines e do Algarve, S.A., EMARP, Docapesca e Turismo do Algarve, com o apoio técnico da Federação Portuguesa de Motonáutica e do Clube Naval de Portimão e o patrocínio do grupo Interpass; Autorent; Delta cafés, restaurante Myself e Turismo de Portugal.

Condicionamentos de trânsito

A Câmara Municipal de Portimão torna público que em virtude do elevado número de pessoas esperado e por recomendação da Polícia de Segurança Pública vão ocorrer alterações à circulação automóvel na Zona Ribeirinha de Portimão, no sábado (22 de abril) e no domingo (23 de abril), no período horário das 9h às 17h. A circulação automóvel na Avenida Guanaré vai estar condicionada, sendo possível transitar autocarros. A Avenida Afonso Henriques (avenida da “Segurança Social”) terá uma inversão de sentido, permitindo ao trânsito que vem da Praia da Rocha, entrar em Portimão. Já a circulação automóvel na Rua D. Carlos I mantém-se, permitindo que o trânsito circule entre Portimão e a Praia da Rocha. Adicionalmente, algumas ruas transversais a estas vias serão temporariamente encerradas ao trânsito.

Falidos na Falésia é o mais recente disco de malMORTO, o one man project do músico e letrista Hugo Costa (ex-Líderes da Nova Mensagem e dR.estranhoamor).

Em Falidos na Falésia (que tem como subtítulo Uma Sinfonia de Verão) o músico evoca paisagens líricas e musicais de verões passados. De caminho, citam-se ainda os Red House Painters, Sam Shepard (no tema Loucos por Amor, de título roubado ao actor e dramaturgo americano) ou um Lou Reed passeando por Coney Island, no single Falidos na Falésia.

Já com alguns EP editados digitalmente malMORTO tem a cada disco tentado abordagens líricas e estéticas diferentes - do registo da pop clássica ao low-fi, passando pelas electrónicas e pela spoken word - sem nunca se colar em demasia a um estilo. Falidos na Falésia está já disponível para download no Bandcamp. O disco chega às outras  plataformas digitais ainda este mês.

Ouvir Aqui

16 Dezembro no Porto - 22h30

Álbum de estreia homónimo já disponível (ed. Lux Records)

"Games", single de avanço do primeiro trabalho de um dos mais interessantes projectos musicais portugueses dos últimos anos, já roda nas rádios

Os Ghost Hunt são uma das bandas escolhidas para a próxima noite Super Nova.

O conceito é simples: um cabeça de cartaz, duas bandas emergentes e um DJ para prolongar a noite. São assim as noites de Dezembro no bar Maus Hábitos, no Porto.

Pedro Oliveira [ex-Spider, Blarmino] e Pedro Chau [baixista dos The Parkinsons], levam assim, pela primeira vez ao Porto, o extraordinário conjunto de temas incluídos no álbum de estreia, todos construídos à volta de sintetizadores e guitarras, exercício estético de acumulação e transfiguração de inúmeras referências musicais.

Dia 16 de Dezembro, pelas 22h30, nos Maus Hábitos.

A entrada é entrada livre.

Ouvir Aqui

Os MOONSPELL comentam, por Fernando Ribeiro (voz): “Nunca nenhum de nós poderia ter antecipado isto. De todo. Esta possibilidade (tornada real) de após 20 anos, de estar a celebrar um disco e, porque não, uma época de grande música, de fusão, de experimentalismo e liberdade. Este disco será sempre o nosso ponto alto. A nossa pedra de toque. Não que os outros discos sejam menores, nada disso. É só que com o Irreligious sentimos que fazemos parte de um estilo novo, uma fusão nova que nascia ali e a qual estávamos ajudar a definir. Algo Europeu, com a marca Portuguesa, algo novo no Underground, algo clássico, místico. Um belo animal, nascido do encontro de uma noite eterna entre metal e goth. Um filho deles. Iremos tocar alguns concertos para celebrar estas duas décadas. Em Portugal (visitem-nos!), pela Europa…apareçam. E…finalmente, graças à Century Media, a editora que nos descobriu e abriu portas, iremos também trabalhar numa edição em vinil do single Opium (mais novidades em breve). Enfim, razões para celebrar connosco pois quando se celebra pela música, a celebração torna-se viva, num valor que nunca como agora foi posto em causa, que nunca esteve tão frágil num mundo que se recusa a livrar-se do fanatismo da religião. A música abraça valores mais altos e escolheram sempre a beleza em vez do terror."

OPIUM

“É a nossa canção mais conhecida. Se fossemos uma banda Pop/Rock, teria sido o nosso one hit wonder, os nossos 3 minutos de fama. Mas não foi. Tornou-se sim numa canção que atravessou países, mudou mentalidades e trouxe muita gente diferente ao contacto com os Moonspell. Já tocamos a Opium em clubes para muita gente, para pouca; para festivais massivos, em festas de aldeia. Elétrica, acústica, nas melhores listas de karaoke, em adegas entre amigos, em quartos fechados, em África, América, Austrália, Europa, Ásia. Em Portugal. Em Casablanca. Em Pequim. Ontem, hoje , amanhã, sempre connosco unindo os nossos fãs, salvando concertos, arrancando pessoas dos sofás para a pista dos clubes mais dark de Berlim ou Lisboa.”

Ouvir Aqui

Os Guns N'Roses atuam no Passeio Marítimo de Algés no próximo dia 2 de junho

Foi confirmado o concerto que marca a reunião dos Guns N'Roses, e a data anunciada é o dia 2 de junho de 2017.

O local onde decorrerá o concerto é o Passeio Marítimo de Algés. Este regresso a Portugal está incluído na digressão "Not in This Lifetime".

Ouvir Aqui

“BENDITA ERA EU” É O PRIMEIRO ORIGINAL EM 7 ANOS

O tema “Bendita era Eu”, primeiro avanço do álbum a ser editado em 2017, com produção entregue a Frederico Pereira, traz-nos uma Margarida envolvida em ambientes pop electrónicos tão actuais quanto sofisticados, a cruzar assumidamente a língua portuguesa com uma sonoridade musical global. O videoclip, realizado por José Pedro Sousa, já está disponível.

Margarida Pinto levanta assim o véu sobre o seu terceiro trabalho de originais em tom de recomeço, com um percurso marcado por uma transformação pessoal e criativa que não poderia deixar de se reflectir no novo disco. “Apontamento”, o primeiro álbum a solo de Margarida Pinto, editado em 2005, apresentou-nos uma Margarida de voz melódica e de ambiente jazzístico e poético, registo que viria a ter continuidade no EP “A Aprendizagem” de 2009, num percurso que começou emprestando a voz aos ambientes trip-hop dos Coldfinger.

Ouvir Aqui

 

 

Music” é o título do novo álbum do baixista Ciro Cruz. O álbum é composto por temas cheios de histórias da vida do músico.  Encontra-se em formato digital em 242 países.

 

 

O tema "I Always Need to Dance" é uma releitura da sua própria música lançada em 1996 no Rio de Janeiro pela sua banda na altura  (MR Groove).

 

 

O álbum "Music" conta com a participação de  grandes músicos: Pedro Jóia, João Barradas, Vicky Marques, Cherry Garcia, Jeferson Negreiros, MC Zuca e Diogo Duque . Gravado por Makoto Yagyu, baixista da Banda Paus, também conta com o grande contributo do saxofonista Ricardo Branco. Filipe Chaves (bateria) e Nuno Tavares (teclados) são os músicos que trabalharam e gravaram todos os temas do álbum "Music".

Ouvir Aqui

 

"A Prosa da Situação" é o novo single de Aline Frazão, que segundo a artista "conta a estória de um Rei, um Reino e uma certa vontade de gritar.

Irónica e corrosiva, é certamente a música mais catártica do Insular."

Aline Frazão continua a digressão internacional de “Insular”, com concertos na Europa e em África, mas ultima agora os contornos do espectáculo que apresenta, este mês, em Lisboa, Porto, Coimbra e Ponta Delgada. O mais recente álbum será o ponto de partida para estes concertos que incluem também temas inéditos do seu repertório e passam ainda pelos trabalhos anteriores – “Movimento” (2013) e “Clave Bantu” (2011). O Teatro Tivoli BBVA será a primeira sala a receber o espectáculo, a 14 de Outubro, seguindo-se a Casa da Música, dia 15, o Auditório do Conservatório de Música de Coimbra, dia 27, e o Teatro Micaelense, no dia 29. Os bilhetes estão à venda nos locais habituais.

Ouvir Aqui

Pág. 1 de 2
Go to top